Álcool e educação

O álcool causa sérios prejuízos em diversas regiões cerebrais responsáveis pela aprendizagem, memória, linguagem e cognição. O uso excessivo compromete a habilidade de adquirir novas memórias, a resolução de problemas, o pensamento abstrato, a atenção e a concentração. Seu uso também pode resultar em falta às aulas, piora nas provas e notas, problemas de disciplina, entre outros.


De acordo com dados científicos, em qualquer idade, bebedores pesados e aqueles que consomem em grandes quantidades em uma única ocasião (binge drinking) têm de 4 a 6 vezes mais chances de faltar às aulas ou abandonar a escola em comparação aos não bebedores. Eles também têm 3 vezes mais chances de apresentarem desempenho escolar ruim ou problemas na escola.