Questionário

Com que frequência você toma bebidas alcoólicas?

Projetos em andamento

Universidade Federal do Paraná - UFPR
Coordenadora: Prof. Dra. Roseli Boerngen de Lacerda
1. Estudo comparativo entre as formas presencial e versão computador para a detecção e intervenção breve do uso de drogas em estudantes universitários.

 

 

Descrição: O aumento nas taxas de uso de drogas entre jovens faz necessária a incorporação de ações preventivas entre estudantes e sendo a internet um meio de acesso rápido e preferido por essa faixa etária, é necessário ter um instrumento adequado para essas condições. Portanto, propõe-se um estudo de validação do ASSIST e da intervenção breve para o computador. O estudo será conduzido em duas fases. Na primeira fase serão convidados cerca de 1000 alunos que deverão responder as questões do ASSIST na versão já validada anteriormente a presencial e dois dias após responderão a versão computador. O estudo será cruzado. Os alunos que obtiverem pontuação na faixa de risco para álcool e outras drogas receberão IB presencial. Na segunda fase, novos alunos responderão o ASSIST na versão computador. Se estiver na faixa de risco, o estudante será alocado aleatoriamente ou para receber a IB no ato na versão computador, ou para receber no ato na versão presencial ou para receber IB após 1mês na versão presencial. Após 1 mês todos os grupos serão contatados para responder ao ASSIST com o objetivo de avaliar a IB recebida anteriormente. Para todas as fases, os estudantes responderão um questionário de preferências.

 

Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF
Coordenador: Prof. Dr. Telmo Ronzani

1. Desenvolvimento, Avaliação e Implementação de Inovações em Intervenções para Usuários de Álcool, Tabaco e Outras Drogas.

Descrição:  O uso de álcool, tabaco e outras drogas é considerado um problema de saúde pública em todo o mundo. Especificamente no Brasil, existe um desafio no desenvolvimento de técnicas de intervenção com o objetivo de melhorar os indicadores de prevenção e tratamento na área e consequentemente diminuir os indicadores de morbimortalidade em nosso país. Objetivo: fortalecer a parceria e mobilidade acadêmica entre dois programas de pós graduação no país com o intuito de produzir inovações científicas sobre álcool, tabaco e outras drogas e desenvolvimento de linhas de pesquisa na área. Metodologia: Serão desenvolvidos seis estudos relacionados ao tema e relacionados entre si: 1) Desenvolvimento e avaliação de uma intervenção para redução do consumo de álcool e cessação do consumo de tabaco assistida por computador; 2) Psicoterapia Breve para Tratamento de Dependentes de Álcool Utilizando a Internet: Um Estudo Quasi-experimental; 3) Eficácia de Mindfulness para a Cessação do Consumo do Tabaco e Benzodiazepínicos; 4) Padrões de violência doméstica e de uso de álcool entre mulheres: efetividade de uma intervenção breve em ambiente domiciliar; 5) Estigma internalizado entre dependentes de substâncias em tratamento; 6) Efeitos do etanol considerando o fracionamento de funções executivas. Diferentes tipos de desenho são propostos de acordo com os objetivos específicos e serão estudos clínicos randomizados, estudos correlacionais e estudos descritivos. Serão realizadas abordagens quantitativa e qualitativa. Projeto em parceria com A Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e Universidade de Washington. Financiamentos: CNPq/CAPES Edital PROCAD 06/2011, processo 552452/2011-4. FAPEMIG Edital Universal 01/2011 proceso APQ-01982-11, FAPEMIG Edital PRONEM 16/2010 processo APQ-04279-10.

 

 2. Validação da Versão Brasileira da Escala de Estigma Internalizado (ISMI) para Transtorno Mental.

Descrição: Tradução, adaptação e validação da Escala ISMI entre portadores de Sofrimento Mental em português (Brasil). Projeto em parceria com a Universidade de São Francisco Califórnia (UCSF). Financiamento CNPQ Edital Ciências Humanas 07/2011, processo 401602/2011-7. 

 

 3. Os desafios da reorientação do modelo assistencial: uma análise integrada das percepções de usuários, profissionais de saúde e gestores sobre a estratégia da saúde da família.

Descrição: Projeto financiado pelo Edital PPSUS/FAPEMIG. EFP_00001567. 

 

Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP

Coordenador: Profa. Dra. Maria Oliveira de Souza Formigoni

 

1. Estudo comparativo entre as formas presencial e versão computador para a detecção e intervenção breve do uso de drogas em estudantes universitários.

Descrição: O uso abusivo de álcool e outras drogas constitui-se em um importante problema de saúde pública. Sabe-se que  sua detecção  precoce, seguida por imediata intervenção é essencial para evitar a evolução para a dependência. Um dos principais problemas nesta área é realizar esta detecção, pois freqüentemente as pessoas só procuram ajuda especializada quando as conseqüências do uso já são muito evidentes. Para atingir principalmente a população jovem é importante desenvolver novas formas de detecção. Com a crescente quantidade de brasileiros com acesso à Internet, torna-se plausível o uso de estratégias virtuais para  prevenção, detecção do uso abusivo de álcool e intervenções breves. Este estudo é parte de um projeto multicêntrico internacional coordenado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), visando o desenvolvimento de um sítio de E-Health para problemas relacionados ao uso de álcool na Internet, dirigido à população geral e com uma seção de intervenção voltada especialmente para pessoas com problemas de uso abusivo de álcool. O objetivo deste projeto é comparar a efetividade de uma intervenção breve “online” (virtual) com uma intervenção por telefone para pessoas que fazem uso abusivo de álcool. Inicialmente será feita a tradução e adaptação do conteúdo do sítio para o português. Entre as seções disponíveis aos usuários encontra-se a auto-aplicação de um instrumento de triagem de problemas decorrentes do uso de álcool – AUDIT (Teste para Identificação de Problemas Relacionados ao Uso de Álcool). Aos indivíduos residentes na Grande São Paulo que responderem o questionário e forem classificados como usuários na faixa de “uso de risco” será feito um convite para participação no projeto. Por meio de sorteio (programação acoplada ao software de gerenciamento do sítio na Internet) metade dos indivíduos será convidada a se submeter a uma Intervenção Breve “online” (IB virtual) e os demais serão convidados a receber uma IB por telefone. Os dois tipos de intervenção se baseiam em um modelo padronizado de intervenção já testado anteriormente por pesquisadores brasileiros em um projeto anterior de colaboração com a OMS. Para avaliação da aceitabilidade e eficácia da IB virtual serão utilizados como indicadores: o número de pessoas inscritas no programa/número de pessoas que acessaram o sistema, a adesão ao tratamento, (número de seções completadas, número e tipo de atividades realizadas), número de dias de uso pesado de álcool no início e ao final da intervenção e comparação dos escores no AUDIT antes, ao final e três meses após a intervenção.

 

2. Avaliação da efetividade de um programa de treinamento por educação à distância para capacitação de profissionais de saúde, assistência social e líderes religiosos/comunitários na triagem do uso de álcool e/ou outras drogas e na realização de intervenção.

Descrição: Embora existam evidências da efetividade de Intervenções Breves (IB) para usuários de risco de álcool e/ou outras drogas, quando aplicadas em condições controladas, por pesquisadores, são poucos os estudos que a avaliaram quando aplicadas por profissionais, treinados de forma presencial e em condições reais de uso, isto é, como parte de sua rotina de trabalho. Entretanto, não existem estudos controlados que avaliem a efetividade de IB aplicadas por profissionais de saúde, da assistencia social, lideranças religiosas e lideranças comunitárias que foram treinados por educação à distância (EAD). Portanto, neste estudo pretende-se avaliar tanto a efetividade de uma IB para usuários de risco de álcool e/ou outras drogas, aplicada por profissionais de treinados por EAD, como a efetividade de um curso por EAD na capacitação destes profissionais. Para isso serão convidados para esse projeto todos os participantes que concluirão com sucesso (aprovados) o curso EAD SUPERA (Sistema para detecção do Uso abusivo e dependência de substâncias Psicoativas: Encaminhamento, Intervenção Breve, Reinserção social e Acompanhamento) em sua 2ª (2009), 3ª (2010) e 4ª (2011) edições e Fé na Prevenção (Prevenção de Uso de Drogas em Instituições Religiosas e Movimentos Afins) em sua 1ª (2009) e 2ª (2012) edições.